Câncer colorretal: tem como prevenir?



Os Cânceres Colorretais são a segunda causa de câncer mais comum em homens e mulheres no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA).


A Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva, Sociedade Brasileira de Coloproctologia: SBCP e a Sociedade Brasileira de Oncologia recomendam que para prevenção do câncer, as pessoas de risco médio comecem a realizar triagem aos 45 anos de idade, através do exame de colonoscopia. Já as pessoas com histórico familiar da doença ou outros fatores de risco devem falar com seu médico para iniciarem a triagem mais cedo.


A colonoscopia para prevenção do câncer colorretal

Durante a colonoscopia, pólipos pré-cancerosos podem ser removidos antes que tenham a chance de progredir para o câncer.


Os cânceres colorretais iniciais detectados na triagem são mais prováveis de serem curáveis em comparação com os cânceres detectados em uma fase onde o paciente já apresente algum sintoma relacionado ao tumor.


Os esforços devem ser direcionados no sentido de divulgar a importância da colonoscopia como um exame de prevenção do câncer colorretal, reconhecer e mitigar os fatores de risco, aderir a intervalos baseados em evidências para a vigilância e melhorar a qualidade dos exames de colonoscopia.


Os fatores que aumentam o risco de Câncer Colorretal são:

  • Obesidade

  • Diabetes tipo 2

  • Doença inflamatória intestinal

  • Dieta rica em carnes vermelhas ou alimentos processados

  • Tabagismo

  • Histórico familiar de pólipos e de câncer colorretal.


Sinais e sintomas a serem observados:

  • Mudança nos hábitos intestinais, incluindo diarreia ou constipação

  • Sensação de evacuação incompleta

  • Sangramento retal

  • Fezes escuras, ou sangue nas fezes

  • Dor abdominal sem causa conhecida

  • Anemia, fraqueza e fadiga

  • Perda de peso involuntária


Mantenha sua colonoscopia em dia! Ela é determinante para a cura ou controle do câncer colorretal.


Entre em contato para tirar dúvidas.

Dra. Lílian Reggiani